Janaina Pereira

janeiro 17, 2013

À moda da casa

Filed under: Moda — janapereira @ 10:37 pm

Jovens estilistas brasileiros se inspiram na moda do Belpaese em concurso de moda promovido no Paraná

Por Janaina Pereira

Desde 2001, o Sindicato Empresarial da Indústria do Vestuário de Maringá, o Sindvest, realiza o concurso Paraná Criando Moda – Talentos da Moda Paranaense, destinado aos estudantes de moda, design e confecção do estado do Paraná. Em 11 edições, o concurso teve 863 projetos inscritos, 116 estudantes selecionados e 33 profissionais premiados. A partir do quarto ano, passou a focar os estudantes e recém-formados com o objetivo de valorizar a formação acadêmica e incentivar novos talentos. Em 2012, em sua 12ª edição, apostou na Itália como tema para os participantes.
Itália à moda da casa foi a proposta do concurso para colocar nas passarelas modelos inspirados na moda do país que é berço de grifes como Armani e Versace. O evento procurou celebrar também a parceria entre os governos brasileiro e italiano, e aproximar as relações econômicas, tecnológicas, científicas, culturais e educacionais entre ambos.
— Com o tema, o concurso Paraná Criando Moda propôs uma troca de experiências e conhecimentos em moda e design, unido a criatividade brasileira à tradição italiana — resume Fabiana Pepita Vieira, do Sindvest.
Para Fabiana, a Itália possui uma longa tradição na moda e, no Brasil, essa cultura ainda é muito recente.
— Temos muito o que aprender com os designers italianos. Contudo, o que não falta aos brasileiros é força de vontade e criatividade — pondera.
Fabiana repara que a moda italiana tem um cuidado especial com os detalhes, o design e a alta costura, o que deve ser observado pelos jovens estilistas do Brasil. A moda italiana é impecável em modelagem, acabamento e inovação, analisa.
Os 12 novos talentos residentes no Paraná encararam o desafio de criar e desenvolver suas coleções, passando por avaliações de empresários e profissionais do setor. Com a Itália como tema, os participantes precisaram usar toda a criatividade para mostrar em cada detalhe de suas peças a inspiração italiana.
Sinônimo de elegância, a Itália escreveu seu nome na história da moda através de estilistas como Giorgio Armani, Roberto Cavalli, Salvatore Ferragamo, Valentino Garavani, Miuccia Prada, Donatella e Gianni Versace. Cada um, dentro do seu estilo, é conhecido — e reconhecido — em todo o mundo.
A banca examinadora formada por profissionais da indústria da moda levou em consideração a fidelidade e a adequação ao tema, a criatividade, os materiais utilizados e a inovação.
Segundo a gerente de marketing da Lectra, Daniella Ambrogi, jurada no concurso, todos os trabalhos captaram bem a moda italiana com criatividade e graça.
— É difícil definir um único traço sobre a cultura italiana. O tema geral é a Itália, mas cada um trabalhou um assunto em particular dentro desse universo, e todos o desenvolveram muito bem.
O vencedor, anunciado no último dia 30 de novembro, foi Robson Oriole, estudante do segundo ano de design de moda da Unipar, na cidade de Cascavel, que usou Veneza como inspiração. Para a final do concurso, o jovem estilista apresentou dois looks, um conceitual e outro comercial. O primeiro é uma combinação de casaquinho com uma saia midi. Já no segundo, a composição foi um vestido.
O mote principal da coleção foi a casa Deo Bepi, localizada na ilha veneziana de Burano. De acordo com Oriole, o domicílio apresenta formas psicodélicas e uma diversidade de cores que ele tentou passar para as peças.
— Procurei utilizar o corano texturizado que lembra paredes surradas, porém resistentes, como são encontradas dentro da casa — disse.
A jurada Daniella Ambrogi ressaltou que o mais marcante no trabalho de Robson Oriole é a semelhança entre a proposta que o inspirou e o resultado das peças, além da qualidade do produto final.
— O fato do tema do concurso ser focado na moda italiana foi excelente, tanto para quem julgou quanto para os jovens estilistas, pois a cultura da Itália é muito rica e a moda do país é uma referência internacional — conclui.

 

Publicada na edição de dezembro de 2012 da revista Comunità Italiana.

http://comunitaitaliana.com/site/index.php?option=com_content&task=view&id=17554&Itemid=130

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: