Janaina Pereira

julho 4, 2015

Leandra Leal: “Essa é a vida que eu sempre quis”

Filed under: Sem categoria — janapereira @ 11:16 pm

Atriz vive melhor fase da sua carreira e volta aos cinemas como a protagonista de ‘O lobo atrás da porta’, o premiado filme de Fernando Coimbra

Leandra Leal em 'O Lobo Atrás da Porta' (Foto: Divulgação)

Por Janaina Pereira

Leandra Leal não para. Enquanto dá entrevista, atende ao celular, e volta para a entrevista com o pensamento exatamente onde havia parado. Sempre ligada, a atriz é agitada por natureza e emenda um trabalho em outro. Nesta quinta-feira (29), chega aos cinemas como a protagonista do premiado O Lobo Atrás da Porta, de Fernando Coimbra. No papel da misteriosa Rosa, Leandra dá show – foi escolhida a melhor atriz no Festival do Rio do ano passado, prêmio que já havia ganho em 2012, por Éden – e mostra porque é uma das principais atrizes da sua geração.

Aos 32 anos, filha da atriz Angela Leal, a carioca é discreta quando o assunto é sua vida pessoal. Fala pouco de si mesma, e prefere manter o foco na carreira. Em grande fase profissional, faz tanto sucesso no cinema quanto na televisão – depois deSaramandaia, que estrelou em 2013, se prepara para ser a protagonista da próxima novela do horário nobre da Rede Globo.

Mocinha, vilã, ambígua. Leandra pode fazer qualquer personagem, mas nunca deixa de lado seu jeito falante e sorridente. Nesta entrevista exclusiva à GQ ela se revela um turbilhão de ideias e projetos, com foco em sua grande paixão: o cinema.
Como você recebeu o convite para fazer o filme?
Eu já conhecia o Fernando socialmente, de São Paulo. Ele me enviou o roteiro e eu fiquei encantada. Este é um projeto antigo dele, tem mais de dez anos.
Você já conhecia a história real em que o roteiro foi baseado?
Sim, conhecia, porque foi um crime que repercutiu muito no Rio de Janeiro. Como não houve uma investigação profunda naquela época, o roteiro foi inspirado nos depoimentos dos envolvidos com o crime. Mas o  filme, na verdade, fala de um triângulo amoroso, que é um lugar que ja foi visitado em outras produções. O legal é que O Lobo Atrás da Porta tem essa diferença de como a história é contada, de apresentar os personagens de forma complexa, em camadas. O Fernando conduz de forma surpreendente até o final.

E o que você acha dessa questão de triângulo amoroso que, como o filme mesmo mostra, é bem comum na vida das pessoas?
No filme vemos que é uma relação doentia. Na época das filmagens tinha acontecido um caso parecido, aí você vê que isso é muito mais comum do que a gente imagina, acontece até hoje, e pode acontecer com qualquer pessoa.
Você acredita, então, que por amor as pessoas fazem qualquer coisa?
Ali é uma história extrema de amor. Talvez se a Rosa não tivesse conhecido o Bernardo não teria feito o que fez. O filme faz uma análise disso, mas o crime real serviu mesmo de inspiração, não é baseado só nele. Há uma criação no roteiro para transportar essa história para a tela, mas acho interessante que as pessoas saibam que foi inspirado em um caso real.
É mais desgastante interpretar uma vilã?
É muito raro participar desse processo de ler um roteiro e dizer ‘esse roteiro é foda’. E o Fernando conduz o set de forma gentil, então foi tudo prazeroso, mesmo com a história sendo punk. Não foi desgastante, porque eu não saía das filmagens com o peso da personagem. E agora a recompensa está aí, com o filme sendo premiado. Acho super merecido, e dá visibilidade, espero que as pessoas queiram assistir.

Você tem uma carreira de sucesso no cinema e na TV, como lida com esses meios distintos?
Faço cinema desde sempre, comecei aos 13 anos em A Ostra e o Vento, então o cinema foi onde me formei. E eu não faço apenas, eu penso cinema. Tenho produtora, escrevo roteiros. Faço cinema e TV com o mesmo prazer e, claro, a TV no Brasil chega a todos lugares, tem essa diferença. Mas eu piro mais fazendo cinema.
E qual é a atriz que te inspira?
Tem várias que me inspiram, mas a primeira é minha mãe, como atriz e como pessoa.
Quando você olha para trás e vê a sua vida hoje, você está onde gostaria de estar?
É uma pergunta difícil de responder, porque exige uma visão de fora do meu trabalho… mas eu tive sorte e empenho de trabalhar com pessoas que admiro muito.
Mas ser atriz e famosa fazia parte dos seus planos?
Comecei antes da vontade de ser atriz. Eu me interesso por muitas coisas… eu tenho uma produtora e não estou restrita a só ser atriz.
Fazer muitas coisas ao mesmo tempo é uma característica sua?
Sim! Tive um período bem louco emendando três filmes. Terminava a filmagem de um, eu já estava em outro. Agora estou na correira de novo, finalizando meu documentárioDivina Divas. É a primeira vez que estou dirigindo, estou adorando tudo. E começo a filmar nos próximos dias a nova novela das 9h da Rede Globo, Falso Brilhante, do Aguinaldo Silva.
Longe do trabalho, dá tempo da Leandra tirar férias, ser só uma mulher comum?
Não, nada de férias. Eu gosto da correria, da agitação. Essa é a vida que eu sempre quis.

Publicado na GQ Online em maio de 2015. Confira aqui.

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: